12 de junho de 2011

Quadrilha, Carlos Drummond de Andrade

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.
*Carlos Drummond de Andrade*

4 comentários:

CESAR CRUZ disse...

Fazia tempo que eu não lia este clássico. Obrigado por isso, Paula!

bjo
Cesar

CESAR CRUZ disse...

Fazia tempo que eu não lia este clássico. Obrigado por isso, Paula!

bjo
Cesar

Layanne disse...

Adoro esse! Ótima escolha.

Abraços.

Malu disse...

Menina, Drummond Sempre é bem vindo e como disse Cesar, fazia tempo que não lembrava deste poema dele...
Uma delícia.
Grata pelo seu carinho no meu INFINITO e um grande beijinho!!!