10 de abril de 2009

Buscando a Cristo


Gregório de Matos e Guerra

A vós correndo vou, braços sagrados,
Nessa cruz sacrossanta descobertos,
Que, para receber-me, estais abertos,
E, por não castigar-me, estais cravados.

A vós, divinos olhos, eclipsados
De tanto sangue e lagrimas abertos,
Pois, para perdoar-me, estais despertos,
E, por não condenar-me, estais fechados,

A vós, pregados pés, por não deixar-me,
A vós, sangue vertido, para ungir-me,
A vós, cabeça baixa, p'ra chamar-me.

A vós, lado patente, quero unir-me,
A vós, cravos preciosos, quero atar-me,
Para ficar unido, atado e firme.



3 comentários:

AC Rangel disse...

Pils. Conheci teu blog e descobri coisas lindas. Gostei muito. Fiquei ainda mais feliz ao saber que vc visitou o meu. Venha sempre e fique à vontade. Quanto ao seu, estarei nele diariamente.
Beijo

Pils disse...

Brigada pelo comentario, visitei seu blog sim e amei...estarei sempre de olho...bjs

AC Rangel disse...

Adorei tua visita e teu comentário. Queria conversar com vc por e mail.
Se vc quiser: alfredocrangel@gmail.com
Beijo