1 de janeiro de 2010


Hoje 1º de janeiro de 2010 parei para olhar e-mails, minha caixa de entrada está cheia, a de span também. O orkut cheio de lindas mensagens. Hoje é o dia da limpeza: vou jogar fora toda inutilidade que resta de 2009! Depois vou passar em alguns blogs e colocar a leitura em dia. Falando em Leitura, tenho em mãos A guerra está em nós, de Marques Rebelo, editora José Olympio, 589 páginas; sem contar outras leituras que se avolumam por obrigação, estas são tão difíceis! mas as farei!
Assim, começo o dia/ano me ocupando, e nesta ocupação me deparo com amigos, os amigos de 2009: os de sempre, que encontrei durante todo o ano (os que possuem e-mail/orkut e os que não possuem também); os que não vi durante todo o ano, mas que continuam morando dentro de mim e que espero encontrar em 2010; os novos e inesperados que conheci, e que pretendo levar comigo pelas próximas décadas; os que não pretendo encontrar, porque de alguma forma se apagaram de mim e que ainda insisto em ter no pensamento (este lado humano desumano também existe em mim); e por fim, ainda penso nos amigos que não tive no ano passado, mas sei poderão existir em 2010.
2009 foi um ano bom!!! mas 2010 será, certamente, bem melhor.

Amor pra recomeçar


Composição: Frejat/Mauricio Barros/Mauro Sta. Cecília

Eu te desejo
Não parar tão cedo
Pois toda idade tem
Prazer e medo...

E com os que erram
Feio e bastante
Que você consiga
Ser tolerante...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um
Você possa confiar
E que tenha até
Inimigos
Prá você não deixar
De duvidar...

Quando você ficar triste
Que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra
Que rir é bom
Mas que rir de tudo
É desespero...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você ganhe dinheiro
Pois é preciso
Viver também
E que você diga a ele
Pelo menos uma vez
Quem é mesmo
O dono de quem...

Desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar...

Eu desejo!
Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor
Prá recomeçar
Prá recomeçar
Prá recomeçar...


10 comentários:

b disse...

Dá licença...te vi lá no blog do Léo e quanto ao seu texto e o poema nesta postagem, digo que dissestes tudo.
Agora, é só espreguiçar, alongar e caminhar.
Obrigada.

Clédson Miranda disse...

A passagem de um ano para outro é por mim lembrada com uma agudeza fina do tempo que me crava o envelhecer contínuo.

Ano novo me dá a certeza da fugacidade do tempo, do meu deixar de ser e ser outra coisa a cada instante, da impermanência das coisas... Mas quem disse que isso tudo tem a ver com o calendário?!

Faço minhas as palavras do Drummond (eis porque eu o amo!): "Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente" - Drummond

Que este ano de 2010 seja uma ano farto em saúde, para que você possa correr em busca dos seus sonhos.

Abraços ternos, minha querida,
Clédson

Cadinho RoCo disse...

Sempre é tempo para amar.
Cadinho RoCo

Léo Metallica disse...

Opaaaaaaaa... Então eu sou um Amigo de 2010, que tu vai conhecer melhor lá pelos meados de 2011 e quem sabe em 2012 você dirá: "Taí... é um cara bacaninha".

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Feliz 2010 moça.

Direto do Rio.
Beijos.

Filipe M. Vasconcelos disse...

Você vive a vida em poesia.. Quem sabe os dias deste novo ano, serão versos de um longo poema...
Um beijo!!

Liz Dantas disse...

E quem sabe também,não serei eu a amiga de 2010? rsrsrs,tenha certeza...sou uma forte candidata kkkkkkk
Beijão

Hneto disse...

Se é pra recomeçar que a primeira arma escolhida seja sempre o amor.

Nilson Vellazquez disse...

Feliz ano novo! Ah, essa música é massa!

Pedro Luso de Carvalho disse...

Paula,

O seu texto sobre o que foi para você o 2009 e o que espera deste ano, seus amigos, aqueles que não o são mais, mas que ainda estão em seu pensamento, a composição de Frejat e outros, fez-me lembra de um pequeno poema do conceituado poeta gaúcho Luiz de Miranda: "Amor de Amar", publicado pela editora L&PM, 1986:

"AMOR

Amor
é um tom mais breve
como essa nuvem lilás
que de tão leve
antes de ser
já se desfaz"

Abraços,
Pedro

Madalena disse...

beijinho e ÓPTIMO ano :)) *